21 de janeiro de 2007

Mais um filme da série "porrada no estômago"


Não tem como não ficar triste e com medo de andar sozinha na rua depois de ver esse filme. Irreversível.
A cena do estupro te deixa preso em um sentimento de revolta tão grande que dá vontade de chorar pra não fazer outro coisa. E depois saber que ela estava grávida é o chute no corpo já caído.
Doí.